.

Laparoscopia: o que é? Conheça as Modernas Cirurgias Menos Invasivas

Laparoscopia: o que é? Conheça as Modernas Cirurgias Menos Invasivas BH

Se você não sabe O que é Laparoscopia, não perca este artigo que explica todos os detalhes deste método brilhante!

A Laparoscopia ou Cirurgia Laparoscópica é uma via de acesso para cirurgias minimamente invasivas.

Através dessa técnica, cirurgias que antigamente eram realizadas de forma convencional (aberta), podem ser feitas por pequenas orifícios na parede abdominal pelos quais são introduzidos microcâmeras, pinças e tesouras especiais. 

O cirurgião executa o procedimento olhando para uma tela e acompanhando todos os seus movimentos.

Como o procedimento envolve feridas menores e menos trauma tecidual, a recuperação é mais rápida, com menos dor pós-operatória e retorno mais precoce para as atividades diárias.

Os primórdios da Laparoscopia remontam ao fim da década de 40, quando era realizada ainda de forma rudimentar, estando voltada para as cirurgias ginecológicas. 

Apenas a partir da final dos anos 80, que ela começou a se expandir e ganhar cada vez mais adeptos. 

No Brasil, os primeiros procedimentos foram realizados no início dos anos 90.

Desde então, ganhou popularidade de forma exponencial, devido às inúmeras vantagens apresentadas para o paciente.

Hoje, a Laparoscopia é rotineiramente indicada como abordagem de escolha para inúmeros procedimentos realizados: cirurgia bariátrica, cirurgia metabólica, colecistectomia, cirurgia do refluxo gastroesofágico, cirurgias de hérnias de parede abdominal, cirurgias oncológicas do aparelho digestivo, etc.

Pela laparoscopia, é possível realizar retirada de órgãos, suturas em estruturas delicadas, conectar vísceras (anastomoses), etc.

O que é a Laparoscopia Diagnóstica?

Em algumas situações, apesar de se empregar métodos diagnósticos avançados com tomografia computadorizada, ultra-som abdominal ou ressonância nuclear magnética, pode-se não chegar ao  diagnóstico definitivo de afecções abdominais.

Nesses casos, a visão direta da cavidade abdominal e pélvica para a avaliação das vísceras e peritôneo pode ser necessária, podendo ou não haver alguma biópsia ou ressecção de órgão doente.

Neste cenário, a Laparoscopia ou Videolaparoscopia é frequentemente indicada para identificar a origem da dor pélvica ou abdominal.

Pode ser recomendada quando outros métodos diagnósticos mostram-se inconclusivos.

Uma indicação comum de laparoscopia diagnóstica é na avaliação de mulheres com dor pélvica crônica para a pesquisa de endometriose, sendo considerada o método padrão para diagnóstico

Indicações da Laparoscopia:

Seu médico ou cirurgião pode mencionar a Laparoscopia como a técnica mais eficaz para intervenções cirúrgicas, principalmente:

Como a Laparoscopia é Realizada?

O procedimento laparoscópica é realizado no Centro Cirúrgico sob anestesia geral.

Para se ter acesso a cavidade abdominal e ao órgão que será operado, injeta-se um gás dentro co abdome (CO2, dióxido de carbono).

Através de pequenos orifícios na parede abdominal, são introduzidas uma microcâmera e instrumentos delicados (pinças, tesouras, grampeadores, fios de sutura).

O cirurgião executa o procedimento olhando para uma tela e acompanhando os seus movimentos em tempo real. A imagem permite ver os órgãos e detalhes de estruturas delicadas aumentadas de tamanho.

laparoscopia

O número e o tamanho das incisões dependem de quais problemas específicos o cirurgião pretende tratar, mas, em geral, elas têm entre 0,5 e 1,5 centímetros, o suficiente apenas para permitir que os instrumentos sejam inseridos no corpo.

Após o procedimento cirúrgico e remoção dos instrumentos, todo o gás utilizado no procedimento é retirado. Algum residual que ficar na cavidade abdominal é prontamente absorvido pelo peritôneo.

Quanto tempo leva para recuperar da Laparoscopia?

Quando a cirurgia terminar, você será observado no pós-operatório imediato antes de ser liberado do hospital.

Seus sinais vitais, como sua respiração e freqüência cardíaca, serão monitorados de perto.

A equipe do hospital também irá verificar se há reações adversas à anestesia ou ao procedimento, bem o indício de qualquer complicação pós-operatória.

O tempo de sua liberação e recuperação é variado porque depende, basicamente:

  • Da sua condição física geral;
  • De como o organismo se comporta no pós-cirúrgico;
  • E de como seu corpo reage à anestesia;
  • Do tipo de procedimento realizado, de modo que quanto mais complexo for o procedimento, maior será a permanência hospitalar.

 Vantagens da Cirurgia por Laparoscopia

✅Menor sangramento, com menor risco de transfusão de sangue nos maiores procedimentos;

✅Com a incisão menor, menor será o trauma tecidual, sendo mais rápida será a sua recuperação;

✅A dor também é muito menor, o que diminui, consequentemente, a necessidade de analgésicos mais potentes;

✅A laparoscopia é sinônimo de uma intervenção cirúrgica com custo global mais econômico. O período de internação é mais curto, a necessidade de analgesia mais potente é menor, o retorno às atividades profissionais e a rotina é mais precoce.

Cirurgia Robótica : a evolução da Cirurgia Minimamente Invasiva

laparoscopia

A medida que as técnicas cirúrgicas minimamente invasivas evoluíram, órgãos e estruturas mais profundas de difícil acesso tornaram-se acessíveis às técnicas laparoscópicas.

Procedimentos cada vez mais complexos migraram das cirurgias de barriga aberta para as cirurgias minimamente invasivas.

Cirurgias bariátricas  em pacientes com elevados índices de massa corporal atualmente são realizadas por via laparoscópica.

Extensas cirurgias oncológicas (duodenopancretectomia, cirurgias de Whipple, coletorias, gastrectomias, enterectomias, esplenectomias) agora podem ser realizadas apenas por pequenos furinhos na barriga.

Neste cenário de evolução das técnicas cirúrgicas, a laparoscopia tem evoluindo para a cirurgia robótica.

Neste procedimento, igualmente a laparoscopia, a operação é realizada através de pequenos orifícios na parede abdominal. Por eles, as pinças e microcâmera conectados aos braços do sistema robóticos são introduzidos na cavidade abdominal.

Ao contrário do que muitos pensam, não é o robô quem executa o procedimento.

Ele é apenas um instrumento que é controlado pelo cirurgião. Este sim, é o responsável por realizar todo o procedimento cirúrgico.

A cirurgia robótica tem apresentado inúmeros benefícios mesmo sobre a laparoscopia clássica: menos dor pós-operatória, recuperação mais rápida, menor incidência de complicações pós-operatórias.

Laparoscopia: leia antes de operar!

laparoscopia

Agora que você já sabe o que é Laparoscopia, vale destacar que, por mais que ela seja minimamente invasiva, existem limitações e riscos que acompanham qualquer procedimento cirúrgico.

Além disso, a cirurgia laparoscópica pertence à uma especialidade complexa que requer treinamentos e atualizações constantes por manusear instrumentos cirúrgicos de última geração.

Também por isso, a competência e experiência médica faz toda a diferença em se tratando de uma operação conduzida em estruturas internas bastante delicadas.

Portanto, é importante recorrer a um cirurgião qualificado e com a expertise necessária para realizar a Cirurgia por Laparoscopia, sobretudo em se tratando de estômago, Cirurgia Bariátrica ou o Bypass Gástrico.

Se você tem dúvidas sobre a Cirurgia Videolaparoscópica, como:

  • Gastroplastia Vertical com Bypass Gástrico em Y de Roux por Videolaparoscopia;
  • Gastroplastia Sleeve por Videolaparoscopia;
  • Derivação Biliopancreática por Videolaparoscopia;
  • Banda Gástrica Ajustável por Videolaparoscopia;
  • Tipos de Cirurgia Bariátrica;

Ou Outras Cirurgias modernas e diferenciadas, entre em contato conosco:

☎️(31) 3658-7923;

(31) 99562-8411.