Cirurgia do Baço

O baço é um órgão delicado, mais ou menos do tamanho de um punho, localizado na parte esquerda do corpo, próximo ao estômago.

Ele faz parte do sistema de defesa e imunidade do corpo, porque contém glóbulos brancos especiais que destroem as bactérias e ajudam o organismo a combater infecções, remover ou filtrar os glóbulos vermelhos da circulação sanguínea.

Contudo, alguns procedimentos podem ser necessários quando ocorre alguma lesão no baço. Entre os tipos de cirurgia do baço mais comuns está a Esplenectomia, na qual o órgão pode ser removido total ou parcialmente, podendo ser realizada por via aberta ou minimamente invasiva (laparoscópica clássica ou robótica).

Agora você vai conhecer algumas lesões que podem demandar uma cirurgia de baço:

Rompimento do Baço (Trauma)

O rompimento do baço é uma lesão que pode levar à hemorragia interna e risco de vida. Essa ruptura, geralmente está relacionada aos acidentes automobilísticos, pancadas e golpes muito fortes no abdômen.

Doenças Hematológicas

Em casos de anemia falciforme, o baço pode se encolher e parar de funcionar, o que é chamado de auto-esplenectomia.

Já a Púrpura Trombocitopênica Imunológica (PTI), é uma doença que provoca redução das plaquetas, ocorrendo sangramentos intra cutâneos que deixam manchas arroxeadas na pele de crianças e adultos. Como as plaquetas são necessárias para ajudar o sangue a coagular, uma pessoa com PTI vive sob o risco de sangramentos frequentes. Remover o baço é uma forma de tratar esta condição.

Além desta, outras doenças hematológicas podem demandar a retirada do baço: anemias hemolíticas, esferocitose, alguns tipos de linfoma.

Tratamentos do Baço

Entre os tratamentos cirúrgicos para corrigir ou sanar problemas no baço, destacam-se:

Cirurgia do Baço – Remoção

Ao contrário do fígado, o baço não volta a crescer ou a se regenerar após ser removido.

Até 30% das pessoas têm um segundo baço (chamado de baço acessório). Estes são geralmente muito pequenos, mas podem crescer e funcionar quando o baço principal é removido.

Esplenectomia Laparoscópica

Em se tratando de um método menos invasivo e mais seguro para o paciente, destacamos algumas vantagens em optar pela Esplenectomia via Laparoscopia:

  • Redução do desconforto e dor pós-operatório;
  • Menor tempo de internação;
  • Retorna às suas atividades normais rapidamente.

Vários tipos de pacientes podem ser submetidos à cirurgia do baço ou esplenectomia laparoscópica, onde a experiência do cirurgião, certamente, é um fator determinante para o sucesso do procedimento.

Porém, existe um detalhe especial que é o tamanho do baço: se for muito grande, fica mais difícil remover pela laparoscopia, embora existam técnicas especiais que ajudam a diminuí-lo e realizar a remoção laparoscópica.

Se você é um candidato (a) à cirurgia do baço, precisa agendar uma consulta primeiro com um médico especialista e que domina este método.

Este profissional é que vai avaliar as características do seu baço, solicitar exames de sangue e imagem para conferir sua anatomia, além de analisar toda a sua saúde, antes de indicar a melhor técnica para otimizar sua saúde.

Saiba mais sobre a cirurgia laparoscópica ou caso ainda tenha dúvidas sobre a cirurgia do baço, agente uma consulta com a equipe da BAROS.