Cirurgia Metabólica ou Cirurgia do Diabetes

Cirurgia Metabólica ou Cirurgia do Diabetes

O que é Cirurgia Metabólica ou Cirurgia do Diabetes?

Entende-se por cirurgia metabólica ou cirurgia do diabetes os procedimentos cirúrgicos que apresentam efeitos benéficos sobre as doenças metabólicas, como o Diabetes Mellitus tipo 2 e a Síndrome Metabólica.

O tratamento cirúrgico é seguro e considerado o método mais efetivo para atingir o melhor controle do diabetes mellitus tipo 2 refratário ao tratamento clínico. Há vários anos, o procedimento é alvo de inúmeras pesquisas objetivando garantir sua segurança, sendo que em 2016, inúmeras sociedades científicas internacionais endossaram a realização dos procedimentos cirúrgicos metabólicos. A Cirurgia Metabólica foi reconhecida, aprovada e devidamente regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

A Cirurgia Metabólica ou Cirurgia do Diabetes Mellitus Tipo 2 é indicada para as pessoas que possuem um Índice de Massa Corpórea (IMC) superior a 30 (obesidade grau I)  e que apresentem diabetes mellitus tipo 2 e síndrome metabólica de difícil controle clínico apesar de terapia otimizada com acompanhamento profissional.

Nos últimos anos, inúmeros trabalhos científicos têm constatado um aumento considerável da sensibilidade à insulina e da melhora do Diabetes Mellitus tipo 2 em pacientes submetidos à cirurgia metabólica.

Estudos têm mostrado que, dependendo da técnica cirúrgica empregada e do tempo de evolução da doença, aproximadamente 85% dos pacientes diabéticos tipo 2 apresentam melhor controle glicêmico após a cirurgia metabólica, sendo que entre 65% a 75% dos casos apresentam resolução do Diabetes tipo 2.

Quem pode submeter-se a cirurgia metabólica?

Terá indicação ao tratamento cirúrgico do diabetes mellitus tipo 2 os pacientes obesos grau I (IMC 30 a 34,9 kg/m2) que apresentem diabetes mellitus tipo 2 e síndrome metabólica de difícil controle clínico refratários ao tratamento clínico otimizado com acompanhamento profissional.

Indicações da Cirurgia Metabólica ou Cirurgia do Diabetes

A realização da cirurgia metabólica é indicada para:

  •       IMC de 30 a 34,9 + Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2). Pacientes que mantém hiperglicemia, a despeito de tratamento clínico otimizado (oral e/ou injetável). Apesar deste grupo de pacientes não estar previsto dentro dos critérios de indicação da ANS, estudos clínicos demonstram evidências suficientes para incluir a cirurgia do Diabetes entre as intervenções anti-diabetes para os pacientes com obesidade e Diabetes tipo 2. O Conselho Federal de Medicina do Brasil reconhece e autoriza a realização dos procedimentos desde 2017. Fonte: (RUBINO, Francesco, NATHAN, David M., ECKEL, Robert H., et al. Metabolic Surgery in the Treatment Algorithm for Type 2 Diabetes: A Join Statement by International Diabetes Organizations. Diabetes Care 2016; 39: 861-877)
  •       IMC > 35 + DM2
  •       IMC > 35 + Comorbidades + Diabetes Mellitus tipo 1 (DM1)*
  •       IMC > 40 + DM1*

*Diabetes Mellitus Tipo 1 (DM1) isolado não é critério de indicação de cirurgia metabólica. Entretanto, o mesmo não é contra-indicação para o procedimento em pacientes que preenchem critérios para a cirurgia bariátrica. Estudos recentes demonstram os benefícios das técnicas bariátricas em pacientes com DM1, alcançando um melhor controle glicêmico com menor dose de insulina, assim como a redução dos efeitos adversos relacionados à insulinoterapia. Fonte: (KIRWAN, John P., AMINIAN, Ali, KASHYAP, Sangeeta R., et al. Bariatric Surgery in Obese Patients With Type 1 Diabetes. Diabetes Care 2016; 39: 941-948)

Benefícios da cirurgia metabólica

O principal benefício da Cirurgia Metabólica é o melhor controle do Diabetes Mellitus tipo 2 e da Síndrome Metabólica com elevados índices de remissão da doença, reduzindo a incidência de complicações da mesma: cardiopatia isquêmica, doença cerebrovascular, nefropatia diabética (insuficiência renal com maior risco de transplante ou hemodiálise), retinopatia diabética e consequente cegueira, neuropatia diabética, etc.

Nesse sentido, todas as complicações advindas do diabetes são reduzidas ou até eliminadas com a cirurgia metabólica.

Tipos de cirurgia metabólica

Existem várias técnicas cirúrgicas bariátricas que apresentam efeitos metabólicos. Algumas apresentam efeitos bem sedimentados e outras ainda necessitam de mais estudos e pesquisas para definir suas indicações e benefícios.

Os principais procedimentos cirúrgicos metabólicos realizados atualmente são: o bypass gástrico e a gastrectomia vertical “sleeve”. Ambos são realizados por técnicas minimamente invasivas: videolaparoscopia clássica ou cirurgia robótica.

O Bypass Gástrico em Y de Roux é amplamente empregado devido aos seus efeitos metabólicos consistentes e elevados índices de remissão do diabetes mellitus tipo 2.  Além da redução do volume gástrico, realiza-se um desvio ou derivação do trânsito intestinal.

Também chamada de Sleeve, a gastrectomia vertical tem como principal característica fazer com que o estômago seja reduzido e transformado em um tubo gástrico, não havendo desvio intestinal.  A técnica vem ganhando a preferência de médicos e pacientes ao redor do mundo.

Outras técnicas como Duodenal switch e SADI (Single anastomosis duodeno-ileal bypass) apresentam maiores taxas de remissão do diabetes mellitus tipo 2 as custas de maior desvio intestinal.

De modo geral, a indicação e escolha da técnica cirúrgica deve ser individualizada, levando-se em consideração características anatômicas, reserva pancreática, tempo de evolução da doença entre outros fatores.

Diferenças a cirurgia metabólica e a cirurgia bariátrica

A grande diferença entre Cirurgia Metabólica e Cirurgia Bariátrica encontra-se no objetivo do procedimento, uma vez que as técnicas cirúrgicas são as mesmas.

A cirurgia bariátrica está indicada para pacientes com IMC acima de 35 (obesidade grau II) com problemas de saúde desencadeados ou agravados pela obesidade ou para pacientes com IMC acima de 40 (obesidade mórbida) independente da presença de comorbidades. O grande objetivo do procedimento é a perda ponderal e melhora e/ou prevenção das doenças relacionadas ao excesso de peso.

A cirurgia metabólica ou cirurgia do diabetes mellitus tipo 2 é indicada para pacientes com IMC entre 30 e 34,9 (obesidade grau I) associada a diabetes mellitus tipo 2 e síndrome metabólica de difícil controle clínico e  refratários ao tratamento clínico otimizado com acompanhamento profissional. O objetivo da cirurgia é o controle e remissão do diabetes mellitus tipo 2 e da síndrome metabólica.

Onde fazer a cirurgia metabólica?

Se você tem dúvidas e deseja realizar a cirurgia metabólica, entre em contato  com a clínica Neobaros. A equipe do Dr. Rodrigo Fabiano Guedes Leite está pronta para te atender! Agende uma consulta e tenha mais saúde e qualidade de vida.

Conteúdos Relacionados

Tipos de Cirurgia
Cirurgia de Obesidade
Cirurgia Laparoscópica
Cirurgia Metabólica
Cirurgia de Vesícula Biliar