.

Cirurgia do Refluxo Gastroesofágico

Cirurgia do Refluxo Gastroesofágico BH

Conheça a Cirurgia do Refluxo Gastroesofágico

Neste artigo, você irá entender o que é cirurgia do refluxo gastroesofágico, quem pode fazer, quais são suas indicações e os preparos necessários, além de conferir outras informações importantes sobre o assunto.

Muitas pessoas sofrem de refluxo gástrico, principalmente devido à ingestão de certos alimentos que acabam gerando problemas no estômago e no esôfago. Existem alguns tratamentos mais simples para os estágios iniciais do problema, como a adoção de hábitos alimentares saudáveis associados a algum tipo de medicamento apropriado. Porém, para os casos mais avançados, às vezes, são necessários métodos cirúrgicos como a cirurgia do refluxo gastroesofágico.

O que é Cirurgia do Refluxo Gastroesofágico?

cirurgia do refluxo gastroesofágico é um procedimento médico realizado para eliminar o refluxo gástrico. É indicada para situações em que os medicamentos e os cuidados alimentares já não funcionam mais, surgindo, assim alguns sintomas mais graves, como as inflamações (esofagites) e úlceras esofágicas, por exemplo. inflamações (esofagites) e úlceras esofágicas, por exemplo. Ela pode ser realizada pela cirurgia laparoscópica, que consiste na realização de pequenos furos na parede abdominal, pelos quais são introduzidos as pinças e microcâmera, sob anestesia geral. O procedimento consiste na confecção de uma válvula sobre o esôfago com o próprio estômago e correção de hernia de hiato quando existente.

Quem precisa fazer a Cirurgia do Refluxo Gastroesofágico?

Terão indicação de tratamento cirúrgico da doença do refluxo gastroesofágico aqueles pacientes que mantém os sintomas apesar do tratamento clínico otimizado (medicamentos e mudanças de hábitos alimentares) ou quando evoluem com complicações da doença: sintomas respiratórios (infecções de vias aéreas de repetição, asma, sinusite), ulceras esofágicas , esôfago de Barret (lesão pré-cancerosa), etc. Estas informações devem ser avaliadas por um profissional qualificado.

Se você está tendo algum sintoma de refluxo, marque uma consulta com seu médico e converse sobre suas opções com ele. É muito importante prevenir cedo um problema que agora ainda pode ser pequeno.

Preparo para a Cirurgia do Refluxo Gastroesofágico

Alguns preparos são necessários antes da cirurgia. O primeiro e mais comum nestes casos é o jejum de oito horas para alimentos sólidos e de quatro horas para alimentos líquidos. Algumas medicações devem ser interrompidas previamente para evitar efeitos adversos no pós-operatório. Seu médico orientará quais medicações devem ser interrompidas e quais devem ser mantidas.

Pós-operatório

O paciente permanece internado 24 a 48 horas. Nos primeiros dias de pós-operatório, a dieta consiste de alimentos líquido-pastosos, sendo feita uma evolução gradual na consistência dos alimentos. A grande vantagem da cirurgia laparoscópica é o retorno mais precoce às atividades de rotina.

É interessante tomar alguns cuidados como:

  • Evitar dirigir na primeira semana de pós-operatório.
  • Evitar contato íntimo nas duas primeiras semanas.
  • Não levantar peso e não realizar exercícios físicos até o médico liberar.

De qualquer forma, sempre que possível, faça pequenas caminhadas ao longo do dia, evitando ficar sentado ou deitado por muito tempo. Além destes cuidados, você também vai precisar tomar alguns medicamentos indicados pelo seu médico, durante algum tempo para auxiliar na recuperação.

Cronograma da alimentação

Como já citamos, na primeira semana após a cirurgia do refluxo gastroesofágico, você vai precisar tomar somente líquidos e pastosos. A partir da segunda semana, à medida que a válvula confeccionada for reduzindo o inchaço, você já pode passar gradualmente para a dieta mais consistente, orientada pelo seu médico. Ao final do primeiro mês, você pode iniciar, aos poucos, uma alimentação normal, sempre se lembrando da mastigação.

Contraindicações

As contraindicações para o tratamento cirúrgico do refluxo gastroesofágico são raras, devendo ser avaliadas individualmente pelo médico assistente.

Riscos

As complicações na cirurgia do refluxo gastroesofágico, apesar de raras, podem acontecer: sangramento, infecção de feridas cirúrgicas, edemas ou inchaços da válvula, complicações anestésicas. Durante o processo, se surgir alguma destas complicações, o médico poderá optar pela cirurgia convencional, ou seja, com um corte maior no abdômen.

Sintomas de alerta após a cirurgia

Alguns sintomas podem indicar que você está tendo problemas. Por isto, fique atento se ocorrer febre acima de 38 graus, dor intensa, vermelhidão, sangue ou pus nas feridas, náuseas, vômitos, cansaço, falta de ar, dor abdominal e inchaço frequente.

Perguntas ao médico

Não deixe de perguntar tudo ao seu médico antes da cirurgia. Esclareça todas as dúvidas, para que você esteja seguro e tranquilo quanto à realização da sua cirurgia do refluxo gastroesofágico.

Agora você já conhece mais sobre este procedimento, ficou mais fácil melhorar a sua qualidade de vida e acabar de vez com o refluxo gástrico.

Saiba mais sobre a Cirurgia do Refluxo Gastroesofágico

Contato:

(31) 99562-8411 | contato@bariatricaemetabolicabh.com.br | Fale com o Dr. Rodrigo

Conteúdos Relacionados