.

Cirurgia bariátrica e cirurgia robótica: o futuro já é hoje

Cirurgia bariátrica e cirurgia robótica: o futuro já é hoje BH

A obesidade é definida como o acúmulo excessivo de gordura corporal, sendo considerada uma pessoa obesa quando a mesma apresenta um índice de massa corporal (IMC) acima de 30 kg/m2. Atualmente é considerada uma epidemia mundial. 

Dentre as opções terapêuticas, a cirurgia bariátrica tem se mostrado como o método mais eficaz  e duradouro de se atingir o peso adequado, com melhora dos problemas de saúde relacionados a obesidade.

Os pacientes que apresentam indicação de cirurgia da obesidade serão aqueles com IMC acima de 35 kg/m2 associado a problemas de saúde relacionados a obesidade (hipertensão,  diabetes mellitus tipo 2, dislipidemia, apneia do sono, esteatose hepática, problemas articulares, infertilidade, etc) ou com IMC acima de 40 kg/m2, independente de comorbidades.

Os obesos grau I com IMC entre 30 e 35 kg/2 terão indicação de tratamento cirúrgico quando apresentam síndrome metabólica e diabetes mellitus tipo 2 de difícil controle apesar de tratamento clínico utilizado (cirurgia metabólica ou cirurgia do diabetes).

Todas as técnicas bariátricas, sejam elas com ou sem desvio intestinal, podem ser realizadas por via convencional (aberta), que atualmente encontra-se em desuso, ou de forma minimamente invasiva (cirurgia videolaparoscópica ou cirurgia robótica).

Nesse cenário, em que se considera o paciente obeso como um paciente complexo, com maiores riscos de complicações pós-operatórias, o acesso minimante invasivo, através da cirurgia videolaparoscópica, foi uma grande evolução, propiciando melhor recuperação pós-operatória com redução da incidência de complicações pós-operatórias. 

A evolução das cirurgia minimamente invasiva é  cirurgia robótica. As grandes vantagens universais da cirurgia robótica são: 

  • Incisões mínimas;
  • Menor trauma tecidual;
  • Menos dor pós-operatória;
  • Menor necessidade de uso de analgésicos;
  • Menor sangramento;
  • Precisão de movimentos, uma vez que os braços robóticos multiarticulados captam com precisão os movimentos do cirurgião, que controla o robô, reduzindo pequenos tremores;
  • Melhor ergonomia para o cirurgião, principalmente em cirurgias de longas durações;
  • Redução do tempo de hospitalização;
  • Retorno mais precoce a vida cotidiana.

A cirurgia robótica aumenta a performance e qualidade do ato cirúrgico, unindo as vantagens da visão em três dimensões (3D) a ampla movimentação das pinças robóticas.

É como se estivéssemos literalmente “dentro da barriga do paciente”.  Ressalta-se que na cirurgia laparoscópica convencional, a visão é em apenas em 2 dimensões (2D) e as pinças laparoscópicas impõe uma limitação a sua movimentação.

Especialmente na cirurgia bariátrica, a cirurgia robótica apresenta vantagens nítidas nos grandes obesos, super-obesos e super-super-obesos. 

Os braços robóticos multi-articulados alcançam órgãos ou estruturas que pinças laparoscópicas convencionais teriam dificuldade de alcançar através de uma parede abdominal extremamente espessa. 

Nas reoperações bariátricas ou cirurgias revisionais ou cirurgia bariátrica revisional, a  cirurgia robótica permite uma dissecção minuciosa e precisa de um tecido previamente manipulado e possivelmente repleto de aderências, permitindo a redução do risco de lesões de órgãos.

O que observa-se é um menor índice de complicações com o uso da cirurgia robótica empregada na cirurgia bariátrica.

O sistema robótico permite uma melhor técnica cirúrgica, com suturas mais precisas e movimentos delicados em locais restritos, de difícil acesso pela laparoscopia convencional.

Todos esses fatores possibilitam um procedimento cirúrgico com menor trauma tecidual e consequentemente menor incidência de complicações.

NEOBAROS – Cirurgia da Obesidade e Diabetes e Cirurgia Digestiva Minimamente Invasivas e Robótica

Rua Araguari, 1156. Sala 1302. Santo Agostinho. Belo Horizonte (MG).

Tel: (31)3658-7923 / (31) 99562-8411

e-mail: contato@bariatricaemetabolicabh.com.br

cirurgia-bariatrica-e-metabolica-bh