.

05 dicas para melhorar e cuidar da saúde gástrica

05 dicas para melhorar e cuidar da saúde gástrica BH

Com a agitação do cotidiano e com os dias repletos de responsabilidades, acabamos por deixar a saúde por fora de nossas prioridades. Assim como a saúde bucal; com procedimentos como o clareamento dental, a saúde geral e os cuidados necessários, se vê fora de nossa rotina, nos deixando suscetíveis a uma série de complicações a saúde e enfermidades. Tendo isso em vista, hábitos saudáveis devem virar rotina, impedindo que problemas quanto ao organismo, e a órgãos essenciais como o estômago apareçam.

Problemas como o refluxo, a azia, e a gastrite são um dos danos ao sistema gastrointestinal influenciados pela falta de cuidados quanto a saúde, principalmente ligados a alimentação. Veja a seguir como cuidar da sua saúde gástrica.

Ingerir alimentos ricos em fibras

As fibras possuem relação direta para com a saúde gástrica, isso se deve ao fato de esse composto vegetal se tratar de um regulado de digestão. Uma alimentação saudável se baseia na ingestão considerável e regular de alimentos ricos em nutrientes.

Esses alimentos, que promovem uma alimentação saudável e equilibrada, são variados e precisam ser representados em todas as refeições do dia. Alguns cereais, frutas e folhas verdes são fontes ricas em fibras e devem estar incluídos na dieta. Cereais; como a aveia e a lentilha, frutas; como a banana e a laranja; e folhas verdes; como a rúcula e o agrião são bons exemplos.

Deve se ter em vista que a boa alimentação é uma das sustentações fundamentais do organismo, e é capaz de evitar danos a saúde, como a obesidade. O intervalo indicado entre as refeições é de três em três horas, para fazer com que o ácido estomacal continue ativo no processo digestivo dos alimentos, não lesionando as paredes do estômago.

Evitar o consumo de alimentos industrializados

Alimentos com alto nível calórico e de gordura prejudicam o processo digestivo, favorecendo a incidência da gastrite e azia, como o refrigerante, por causa de sua acidez e grande quantidade de açúcar, e o chocolate que atinge o esfíncter do esôfago, aumentando o refluxo. Alguns demais exemplos são o café, o pão de sal e as bebidas alcoólicas.

Manter-se hidratado

A ingestão de água é essencial para o bom funcionamento do organismo, assim como o estômago. Atua no controle da temperatura corporal e do tráfego das moléculas que transitam entre as células, regulando a acidez estomacal.

A água compõe cerca de 70% da composição do corpo humano, o que enfatiza toda a sua importância. A ingestão recomendada pelos profissionais da saúde é de 2 litros por dia, entretanto, a quantidade varia de organismo a organismo.

Caso você tenha dificuldade de consumir água pura nessa quantidade, opte por sucos e chás naturais, não sendo uma substituição total. A ingestão de chás, além de colaborar com a hidratação, alivia os desconfortos estomacais, sendo o de camomila e hortelã os mais indicados.

Saúde mental e física

A saúde mental é capaz de influenciar problemas quanto a saúde gástrica, como a úlcera e gastrite, atuando como impulsos comportamentais. Distúrbios alimentares são geralmente advindos do mau estado emocional, e influenciam diretamente no funcionamento do estômago.

É importante que respeite as particularidades de seu corpo, prezando pela qualidade do sono, pelos momentos de lazer, e pelos momentos de cuidados quanto ao físico, se exercitando.

Quanto a saúde física, além da adesão dos hábitos saudáveis, é necessária uma ação preventiva completa, com visitas regulares ao consultório médico; pois só assim serão tomadas as ações necessárias quanto as doenças, e elas serão descobertas em sua fase inicial. O profissional especialista; gastroenterologista, nesse caso, poderá prescrever medicamentos e reivindicar exames, como a endoscopia.

Preserve hábitos saudáveis

Por fim, conserve hábitos saudáveis, é através deles que se conseguirá obter uma boa saúde geral. A saúde geral e o bom funcionamento do organismo influenciam no bom desempenho das atividades cotidianas e não deve ser tratada com desdém.

A boa alimentação, a prática regular de exercícios, e a hidratação devida são os pilares da manutenção da saúde, porém, os órgãos e as suas exigências particulares; quando não levados em conta, podem comprometer todo o organismo, trazendo mais complicações gradualmente.

Logo, mantenha sempre em sua rotina ações que visam a sua qualidade de vida. Não só a saúde gástrica está em pauta, mas todos os fatores vitais e que promovem a sua longevidade.

 

cirurgia-bariatrica-e-metabolica-bh